25.1.08

E sobre as férias?

Não contas nada de curioso, interessante ou ridículo?
Perguntam vocês.

Bom, tanta coisa nova e engraçada se viveu que o difícil foi fixar os pormenores que poderiam ter interesse quando rematados aqui no blog. Mas vou falar um pouco destes quase trinta dias em viagem. As foto reportagens já vocês tiveram oportunidade de ver nos remates anteriores, portanto, das paisagens acho que uma imagem vale mais que mil palavras.

Do ponto vista dos pais Teixeirinha a viagem começou sem malas, não fosse terem começado a fuga na caótica capital Angolana. Segundo consta uma das duas malas perdeu a etiqueta e cinta de protecção numa deslocação de apenas 50m depois do check in, visto isto viram-se obrigados a reclamar e a exigir que recolocassem uma nova etiqueta na mala, resultado: ficou registado que embarcaram 3 malas de Luanda para Hong Kong. As malas apareceram dois dias depois, escusado será dizer que a 3ª ainda se encontra em local incerto. :)
Hong Kong é uma cidade atraente e sedutora; a primeira, segunda e terceira impressão são sempre positivas, ideal para turista ver, admirar, seduzir-se, perder-se em compras e ir embora. Foi isso que se passou com os Teixeirinha.
Depois veio Macau e o Natal, a nossa casa por agora. Macau invariavelmente encanta os lusitanos, mesmo na época natalícia, quando as saudades de casa mais apertam. É uma cidade com quase tudo o que nós gostamos, mas também com muita coisa que nos surpreende a cada esquina que cruzamos. Venham ver para crer.
Boracay é uma ilha em festa! Quase tudo acontece na areia, ora ao som das pequenas ondas durante dia, ora de musica depois de o sol se pôr. De “engraçado” aconteceram duas coisas, uma à chegada outra à partida e foi nada mais nada menos que esperar umas horas valentes no aeroporto pelo avião, isto porque a Asian Spirit não levanta voo se tiver “mau tempo”. O que me surpreendeu é que “mau tempo” para esta companhia são uns chuviscos batidos a brisa do mar. Era ver as outras companhias a levantar e a aterrar e da Asian Spirit apenas as horas a passar.
O que melhor define Beijing é: Capital da China.
Nanjing surpreendeu-me, é uma boa cidade, tem algumas coisas para visitar, passeia-se bem nas ruas e teve esta curiosidade:
Foi a primeira vez que vi humor despropositado na china. Despropositado, entenda-se sem um objectivo prático é que o povo chinês é extremamente prático e não “perde” tempo com “estas” coisas.
Por falar em sentido prático, vejam este exemplo na fronteira em Nanjing. Para além das práticas canetas que os postos fronteiriços costumam disponibilizar para preencher o sempre obrigatório “Departure Card” este posto ainda disponibiliza uma pequena variedade de óculos graduados para o utilizador não perder tempo. Ah maravilha!

Por curiosidade, esta foi a minha refeição durante 4 dias consecutivos:
A cantina da fábrica não era muito variada.
E foi isto...

Bom fim de semana!

2 comentários:

disse...

Esta bela posta supriu devidamente aqueles dias de abandono a que o blog esteve sujeito. Mas foi por boas razões! E o resultado está aqui!
:)

VICI disse...

Bela abordagem das férias. Abraço!